lixos pós jogo d Copa

terça-feira, 22 de outubro de 2013

SEGREDOS DO AMOR



                     você acredita em alma gêmea? Seja bem vinda a esta matéria no final siga  as dicas:

Um estudo da Universidade de Houston avaliou a crença na existência de “almas gêmeas” e seu impacto na qualidade do relacionamento. Foram comparados namoros entre pessoas que acreditavam em um “destino romântico” e pessoas que preferiam acreditar em um “amor desenvolvido com o tempo”. Os resultados mostraram que:
Pessoas que acreditam em um destino romântico (almas gêmeas) procuram reações emocionais positivas e compatibilidade inicial com o parceiro. Acreditam que um par romântico combina logo de cara ou não. Como resultado, se apaixonam intensivamente no começo. Mas quando os problemas começam a aparecer, tais pessoas têm mais dificuldades para lidar com eles e começam a procurar em outros candidatos a “cara-metade”. Ou seja, os relacionamentos tendem a ser intensos, mas curtos.
Pessoas que acreditam em um amor que evolui com o tempo buscam alguém que irá resolver os conflitos quando eles aparecerem. Acreditam que os relacionamentos podem se desenvolver e que o início da relação não precisa ser eufórico e baseado somente em emoções. Como resultado, essas pessoas tendem a ter relacionamentos mais duradouros.
De acordo com o estudo, se você procura relações intensas, mas não necessariamente longas, acreditar em almas gêmeas pode fazer bem. Porém, quando os conflitos começarem a aparecer o conceito de alma-gêmea não irá ajudar.
É por isso que algumas pessoas se apaixonam várias vezes pelo “parceiro perfeito”, mas depois acabam desapontadas e tudo termina. Isso acontece em momentos em que a relação não está caminhando tão bem, mas que mesmo assim pode ser trabalhada se houver maturidade.
É até irônico, pois acreditar cegamente em almas gêmeas poder ser justamente aquilo que te impede de ter A relação que você está destinado a ter. Portanto, adaptabilidade é tudo.

Dicas: Não procure de imediato olhar sempre o lado perfeito desta relação, procure antecipadamente se preparar para conhecer os defeitos, é parece absurdo, mais com os defeitos daquela pessoas ,se elas expor eles logo de imediato ,você não terá decepções ,e logo saberá se estar disposta a suporta-los ao longo de uma relação, se for feito de forma contraria ,esperando o príncipe encantado, e sempre ele se mostrando ser um bom cavalheiro, e quando você estiver apaixonada por este príncipe ilusório da conquista inicial, ai sim você terá uma grande decepção ou pior se já casou terá que conviver pro resto da sua vida com este defeito,e se ele for grave ai sua vida amorosa será um inferno, e como o divorcio não é bem aceito entre os cristãos e biblicamente falando, você terá que encontrar muita força na igreja ,em Deus para tentar ameniza-lo e sobreviver as diferenças,que pode ser pequena como grande, e seu relacionamento estará sempre fadado, ao desiquilíbrio emocional, e frágil e vulnerável a uma traição ,pois possivelmente sem poder se separa,você sempre encontrar em outras pessoas aquilo que lhe falta.

2- Dica. Caso você de fato encontrou a pessoa certa até mesmo confirmada por Deus, você buscou em Deus uma resposta e ela veio, mesmo assim siga orientação da dica primeira, se você conhecer os defeito, tudo te irá bem, pois se eles de surpreender depois de forma negativa ,você poderá encontrar um obsta cu-lo para supera-lo. Mais como fazer aparecer estes defeitos para que eu saiba se estou disposta a conviver com eles, fácil conviva com os amigos próximos ,família sempre vai escapar no meio familiar os defeitos, não se pode esconder dos entes queridos que conhece a pessoa desde que nasceu ,e o mesmo não consegue disfarçar que é por muito tempo no seio familiar. Contudo há uma ressalva, mesmo que tudo não venha expor por completo ,só e mesmo no convívio direto ,no dia,dia, se você o ama, o amor tudo suporta.

ACEITE ESTA SUGESTÃO INFALÍVEL DO APOSTOLO       PAULO AFIRMA EM 1.CORÍNTIOS/ 13 




Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.
E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.
3E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.
O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.
 5Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;
6Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;
7Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
8O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;
9Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos;
10Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado.
11Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.
12Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido.
13Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor.


Nenhum comentário:

Postar um comentário