lixos pós jogo d Copa

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Vício da Internet como Evitar

O mais importante é ter controle de si mesmo, e quando o paciente reconhece que se tornou um compulsivo a pratica da internet, ficando alheio ao mundo em sua volta ,isto caracteriza um viciado, e requer cuidados e tratamento. Diante da dificuldade de reconhecer que se tornou um viciado separei algumas perguntas para sua auto analise.

1. Você permanece online mais tempo do que pretende, com cada vez mais frequência?
2. Ignora ou evita outros trabalhos ou atividades para poder gastar mais tempo online?
3. Constantemente verifica mensagens ou emails antes de fazer algo que você precisa fazer, mesmo que isso atrase uma refeição?
4. Você fica irritado quando alguém o incomoda enquanto está fazendo algo online ou no telefone?
5. Prefere gastar seu tempo online com outras pessoas - ou através de mensagens de texto via celular - do que conversar pessoalmente?
6. Quando está offline, você pensa muito em voltar para o computador?

7. Discute ou é criticado por amigos, namorada(o) ou família sobre o tempo que você passa online?
8. Você fica eufórico pensando em quando será a próxima vez que estará online, ou mesmo, fica pensando sobre o que fará quando se conectar?
9. Você prefere atividades em frente ao computador a sair de casa e fazer qualquer outra coisa?
10. Você esconde dos outros - ou fica na defensiva quando alguém quer saber - aquilo que você faz na internet?

Quais  destas resposta você respondeu mais "Sim"?Via uma má noticia se no mínimo 5 perguntas foram positiva, você precisa buscar ajuda de um especialista .

                                                                  Solução Médica

A maioria dos tratamentos envolve afastar o usuário da vida online por meio de atividades com outras pessoas. Algo que também funciona é ficar tão cheio de atividades fora de casa que não sobra tempo para o computador. Outras alternativas são: parar de usar um serviço específico (por exemplo, o Facebook); colar bilhetes pela casa para lembrar de sair da internet; criar uma lista das tarefas cotidianas e cumpri-la; tirar o celular do seu alcance quando estiver realizando uma tarefa, ou quando estiver com outras pessoas em volta, desativar o sino de alerta,quando um amigo posta algo, e quando você postar algo, e alguém elogiar, ou compartilhar, leve como uma coisa natural, e tente desligar o computador em seguida, porque a sua satisfação é tão grande que alguém curtiu seu poste, ou que comentou, que ativa o dispositivo de quero mais esta sensação, portanto tente desligar em seguida, tudo tem que ter o controle, e este controle esta em sua mente.você ativa e desativa, e quando não consegue mais fazer isto, ai entra os recursos de um profissional.

Lembrete, há vida aqui fora e real, você lembra do caso do internauta mais popular do facebook?Lucas tinha 56 mil seguidores no Facebook e foi um dos organizadores dos rolezinhos que aconteceram no começo do ano no Shopping Metrô Itaquera, na Zona Leste da capital paulista. Em um desses eventos, houve confronto e polícia chegou a usar bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha contra os participantes. Na época, o jovem disse que deixaria de participar dos rolezinhos porque não queria ter problemas com a polícia.Foi morto em briga em baile funk. Cadê a influência da rede social? cadê os 56 mil"AMIGOS"do facebook, lembre-se! que tudo que postam ,que estar ali escrito, muitas das vezes é ilusório! o diabo veio para matar ,roubar e destruir, ele destrói tua paz! o vicio é isto, você acorda querendo ir para o computador, dormir tarde para ir para o computador, esquece sua família e verdadeiros amigos em sua volta, não há nada de gratificante nisso! há não ser que você use para evangelizar ,fazer amizades ,mais tudo com um controle. Seus parentes são de outro Estado ou Pais? ótimo esta ferramenta existe para aproxima-los..ou dos amigos que você não poderá mais vê-los com frequência, mais tudo existe um controle.Use este dispositivo liga e desliga, do seu cérebro.



Nenhum comentário:

Postar um comentário