lixos pós jogo d Copa

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Transtorno do Pânico

 O Transtorno do Pânico é um sintoma de ansiedade caracterizado pela presença de três síndromes clínicas: o ataque de pânico,a ansiedade antecipatória e a esquiva fóbica.
  O ataque de pânico seria a característica mais importante deste transtorno,caracterizando por uma ansiedade repentina,surgimento de sintomas físicos de forma crescente e uma sensação de terror, com duração de 10 a 30 min. A segunda característica seria ansiedade antecipatória, onde o paciente desenvolve uma preocupação de que um ataque de pânico ocorra novamente. Nesta fase surge um estado constante de ansiedade ,ocorrendo no intervalo entre os ataques de pânico, com aumento da atenção sobre as sensações físicas, apreensão e agitação. A ansiedade antecipatória frequente leva a um comportamento de esquiva fóbica,ou seja os pacientes ficam tão amedrontados de sofrerem novos ataques de pânico que evitam estar em locais ou situações de onde seja difícil ou vergonhoso escapar ou obter ajuda,caso venha se deparar com outro ataque de pânico. Uma das mais importantes características de um paciente com transtorno do pânico é a característica física dos sintomas. As apresentações clínicas mais comuns são sintomas cardíacos ( dor no peito,taquicardia),sintomas gastrointestinais (queimação,dor abdominal,diarreia)e sintomas neurológicos(dor de cabeça,vertigem,formigamento) . Os pacientes acreditam que tem um problema físico e não um problema psiquiátrico,sendo assim muito comum fazerem uma verdadeira peregrinação ,consultando-se diversos especialistas fazendo diversos exames,muitas vezes desnecessários,resistem muito em procurar ajuda a um psiquiátrica,por pensar que este trata apenas de "os loucos".
                                    
                   Por conhecer amigas que possuem este diagnósticos elaborei esta material : TERAPIAS AJUDAM MUITO:a importância da psicoterapia para que haja uma melhora real do paciente com o distúrbio do pânico é o tratamento através da terapia comportamental. Essa técnica tem como objetivo permitir ao paciente o autoconhecimento, para que ele possa compreender quais os acontecimentos em sua vida que desencadeiam os ataques de pânico. - Terapias semelhantes a esse é a terapia cognitiva e comportamental, que consiste nos métodos de visualização, técnicas de respiração e relaxamento com o objetivo de evitar os sintomas da Síndrome do pânico. Ela também faz uso do enfrentamento aos medos, de maneira gradual, para eliminar os ataques de ansiedade.
Outra maneira de combater o transtorno do pânico sem que se faça uso dos fármacos – ou porque o paciente não responde de forma positiva a eles, ou mesmo, por não querer o uso de remédios – e que complementa um tratamento é a chamada Estimulação Magnética Transcraniana Repetitiva (EMTr). Essa técnica é utilizada pelos médicos da área da neurologia desde 1985 e a psiquiatria fez uso dela pela primeira vez em 1997. Na neurologia, a técnica foi introduzida por Anthony Barker e colegas da Universidade de Sheffield, sendo que ela foi consolidada como de grande utilidade na pesquisa neurocientífica.
O seu objetivo é atingir o cérebro de forma não invasiva. Para tanto, se usa campos magnéticos que estimulam ou atrasam as funções cerebrais. Ou seja, a Estimulação Magnética Transcraniana Repetitiva atinge o cérebro através de corrente elétrica induzida por pulsos magnéticos por variação rápida do campo magnético no tecido cerebral.
Essa técnica também é usada em situações neurológicas, como acidente vascular, enxaqueca, Síndrome de Parkinson, entre outras, bem como em outros quadros psiquiátricos, como a depressão. Além disso, os profissionais adeptos da técnica garantem que a Estimulação Magnética Transcraniana Repetitiva é bem diferente da Eletroconvulsoterapia (ECT), mais conhecida como Eletrochoque.
A primeira não exige anestesia, é indolor e tampouco apresenta efeitos colaterais sobre a memória. Para entender a diferença, os médicos citam uma frase do pesquisador Prof. Dr. Pascual-Leone: “ambas [as técnicas] acertam na mosca, com a diferença que enquanto a EMTr é um dardo a ECT é uma bomba”.
                   Tenho assistidos enumeros testemunhos de pessoas que foram curadas através da fé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário