lixos pós jogo d Copa

sexta-feira, 30 de maio de 2014

Teste de Vibração é Necessário!

Pela primeira vez em uma copa do mundo, jogaremos em casa, isto requer não só muito auto confiança, pelo apoio da torcida, como alguns cuidados, tem que reforçar a segurança nas entradas dos estádios , proibido o uso de sinalizadores que já provocou muita mortes,  242 vitimas, por um usuário deste equipamento. vítima fatal





    


       Garoto morto por rojão de torcida do Corinthians perdeu massa encefálica.

A morte de um torcedor de 14 anos não sensibilizou a Conmebol a ponto de extrair alguma agilidade da entidade sul-americana. Depois da tragédia na partida entre San Jose e Corinthians, a confederação se calou em seus meios de comunicação oficiais e a situação das duas equipes está indefinida dentro da Copa Libertadores.

Outros Casos Fatais: 

Cinegrafista atingido por rojão em protesto no Rio tem morte cerebral

Em 10 anos de trabalho na Band, Santiago Andrade ganhou dois prêmios

                            Segurança no Estádio

O Estádio do Palmeiras foi palco de teste nesta quinta-feira. Com cerca de 90% das obras concluídas, as arquibancadas do palco de jogo foram testadas para saber se estão dentro das normas de segurança.
Cerca de 300 operários foram guiados por um engenheiro para simular os movimentos dos espectadores em dias de jogos e shows nas arquibancadas. O evento durou 30 minutos e tem por objetivo avaliar os níveis de conforto e segurança das arquibancadas da arena sob intensa vibração.
Os funcionários foram posicionados em pontos estratégicos, aqueles que são mais sensíveis do ponto de vista da segurança. O uso de pessoas foi o jeito mais realista possível de simular o esforço na estrutura quando a arena começar a funcionar. O resultado do teste será divulgado nas próximas semanas. Alguns estádios não passaram por estes testes.. o Senhor já me alertou sobre a segurança fragilizada dos Estádios.    Alguns sinais já aconteceram, e devido apressa, nem todos estádios passaram por este teste. 

quarta-feira, 28 de maio de 2014

COMO PREVENIR ANOREXIA

  1. 2

  2. Foto: Muito magra e vivendo à base de shakes, Luciana Gimenez desmaia ao vivo na TV http://entretenimento.r7.com/

(Foto: Reprodução/ Instagram)
  3. 1- Luciana Ximenes Noticia da Semana
  4.    Como perceber que estamos ultrapassando os limites do nosso corpo.   que é Anorexia? Sinônimos: Anorexia nervosa A anorexia nervosa é um distúrbio alimentar que provoca mais perda de peso nas pessoas do que é considerado saudável para a idade e altura. Pessoas com anorexia podem ter um medo intenso de ganhar peso, mesmo quando estão abaixo do peso normal. Elas podem abusar de dietas ou exercícios, ou usar outros métodos para perder peso.   As causas exatas da anorexia nervosa são desconhecidas. Vários fatores provavelmente estão envolvidos. Os genes e os hormônios podem desempenhar um papel no seu desenvolvimento. Atitudes sociais que promovem tipos de corpos muito magros também podem estar envolvidas. Busca pela perfeição ou foco exagerado em regras .Ser muito preocupado ou dar muita atenção ao peso e à forma . Determinadas ideias sociais ou culturais sobre saúde e beleza .Auto imagem negativa Transtorno de ansiedade, quando criança A anorexia geralmente tem início durante a adolescência ou no início da fase adulta. É mais comum em mulheres, mas também pode ser vista em homens. O distúrbio é observado principalmente em mulheres brancas com escolaridade alta e que têm família ou personalidade focada sem objetivos. Outras causas de perda de peso ou atrofia muscular devem ser descartadas com exames médicos. Exemplos de outras condições que possam causar esses sintomas incluem: Doença de Addison  Doença celíaca
    • Doença inflamatória intestinal
    Devem ser feitos exames para ajudar a encontrar a causa da perda de peso ou observar qual dano a perda de peso ocasionou. Vários desses testes serão repetidos ao longo do tempo para monitorar o paciente.
    Os exames para diagnosticar a anorexia incluem:
    • Albumina
    • Exame de densidade óssea para verificar se há ossos finos (osteoporose)
    • Hemograma completo
    • Eletrocardiograma (ECG)
    • Eletrólitos
    • Testes de funcionamento dos rins
    • Testes da função hepática
    • Proteína total
    • Testes de funcionamento da tireoide
    • Urinálise

    Sintomas de Anorexia

    Para ser diagnosticada com anorexia, uma pessoa deve:
    • Ter medo enorme de ganhar peso ou ficar gorda, mesmo quando estiver abaixo do peso normal
    • Recusar-se a manter o peso no que é considerado normal ou aceitável para sua idade e altura (15% ou mais abaixo do peso normal)
    • Ter uma imagem corporal muito distorcida, ser muito focada no peso ou na forma corporal e se recusar a admitir a gravidade da perda de peso
    • Não ter menstruado por três ou mais ciclos (em mulheres)
    As pessoas com anorexia podem limitar gravemente a quantidade de comida que ingerem e depois provocar vômitos. Outros comportamentos incluem:
    • Cortar a comida em pequenos pedaços ou movêlos no prato em vez de comêlos
    • Exercitar-se o tempo todo, mesmo quando o tempo estiver ruim, quando estiver machucada ou ocupada
    • Ir ao banheiro imediatamente após as refeições
    • Recusar-se a comer perto de outras pessoas
    • Usar comprimidos para urinar (diuréticos), evacuar (enemas e laxantes) ou reduzir o apetite (comprimidos para perda de peso)
    Outros sintomas de anorexia podem incluir:
    • Pele manchada ou amarelada, seca e coberta por pelos finos
    • Pensamento confuso ou lento, junto com memória ou julgamento deficientes
    • Depressão
    • Boca seca
    • Extrema sensibilidade ao frio (vestir várias camadas de roupas para ficar aquecido)
    • Perda de resistência óssea
    • Desgaste dos músculos e perda de gordura corporal

    Buscando ajuda médica

    Converse com seu médico se uma pessoa próxima a você estiver:
    • Muito preocupada com o peso
    • Exercitando-se em excesso
    • Limitando a ingestão de alimentos
    • Muito abaixo do peso ideal
    Obter ajuda médica imediata pode reduzir a gravidade de um distúrbio alimentar.

    • Procure um especialista.

    Tratamento de Anorexia

    O maior desafio no tratamento da anorexia nervosa é fazer a pessoa reconhecer que tem uma doença. A maioria das pessoas com anorexia nervosa nega que tem um distúrbio alimentar. Em geral, as pessoas somente começam um tratamento quando a doença é grave.
    Os objetivos do tratamento para a anorexia são recuperar o peso corporal e os hábitos alimentares normais. Um ganho de peso de 0,5 a 1,4 kg por semana é considerado um objetivo seguro.
    Vários programas diferentes foram desenvolvidos para tratar da anorexia. Às vezes, a pessoa pode ganhar peso:
    • Aumentando as atividades sociais
    • Reduzindo a atividade física
    • Usando programas para alimentação
    Vários pacientes começam com uma permanência curta no hospital para acompanhamento com um programa de tratamento diário.
    A permanência prolongada no hospital pode ser necessária se:
    • A pessoa tiver perdido muito peso (estar abaixo de 70% do peso corporal ideal para sua idade e altura). Em caso de subnutrição grave que coloca a vida em risco, a pessoa pode precisar ser alimentada através de uma veia ou por um tubo de alimentação no estômago.
    • A perda de peso continuar, mesmo com o tratamento
    • Surgirem complicações médicas, como problemas cardíacos, confusão ou desenvolvimento de níveis baixos de potássio
    • A pessoa tiver depressão grave ou pensar em cometer suicídio
    Os médicos que geralmente estão envolvidos nesses programas incluem:
    • Profissionais de enfermagem
    • Médicos
    • Nutricionistas
    • Psicólogos ou psiquiatras
    Em geral, o tratamento para a anorexia é bastante difícil e exige trabalho árduo dos pacientes e suas famílias. Muitas terapias podem ser tentadas até o paciente superar o distúrbio.
    Os pacientes podem desistir dos programas se tiverem esperanças não realistas de serem "curados" somente com terapia.
    Diferentes tipos de psicoterapias são usados para tratar de pessoas com anorexia:
    • Terapia comportamental cognitiva individual, terapia de grupo e terapia familiar são todas bem sucedidas.
    • O objetivo da terapia é mudar os pensamentos ou o comportamento de um paciente para encorajá-lo a comer de maneira mais saudável. Esse tipo de terapia é mais útil para o tratamento de pacientes mais jovens que não tiveram anorexia por muito tempo.
    • Se o paciente for jovem, a terapia pode envolver toda a família. A família é vista como parte da solução, em vez da causa do distúrbio alimentar.
    • Grupos de apoio também podem fazer parte do tratamento da anorexia. Em grupos de apoio, pacientes e familiares se encontram e compartilham aquilo pelo que passam.
    Medicamentos, como antidepressivos, antipsicóticos e estabilizadores de humor, podem ajudar alguns pacientes anoréxicos quando ministrados como parte de um programa de tratamento completo. Por exemplo:
    • Antidepressivos
    • Olanzapina (Zyprexa Zydis)
    • Inibidores seletivos de recapeação da serotonina (ISRSs)
    Esses medicamentos podem ajudar a tratar a depressão ou a ansiedade.
    Embora essas drogas possam ajudar, nenhum medicamento foi comprovado para reduzir o desejo de perder peso.

    Expectativas

    A anorexia nervosa é uma doença grave que pode ser fatal. Em algumas estimativas, ela leva à morte em 10% dos casos. Programas de tratamento experimentados podem ajudar as pessoas com a doença a voltar para o peso normal, mas é comum a doença retornar.
    Mulheres que desenvolvem a anorexia em idade precoce têm melhor chance de recuperação completa. No entanto, a maioria das pessoas com anorexia continuará preferindo um peso corporal mais baixo e estará muito focada em alimentos e calorias.
    O controle do peso pode ser difícil. Talvez seja necessário o tratamento a longo prazo para manter um peso saudável.

    Complicações possíveis

    As complicações da anorexia podem ser graves. Uma permanência no hospital pode ser necessária.
    As complicações da anorexia podem incluir:
    • Inchaço
    • Enfraquecimento dos ossos
    • Desequilíbrio eletrolítico (como níveis baixos de potássio)
    • Ritmo cardíaco perigoso
    • Redução de glóbulos brancos que leva ao aumento do risco de infecção
    • Desidratação grave
    • Desnutrição grave
    • Convulsões devido à perda de líquidos como resultado de diarreia repetitiva ou vômitos excessivos
    • Problemas na glândula tireoide, que podem levar à intolerância ao frio e à constipação
    • Cáries

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Quais os Alimentos no Inverno

Com esse friozinho o que dá mais vontade de fazer é ficar embaixo das cobertas, vendo um filminho e lógico mastigando alguma coisa. Mas por quê será que no frio sentimos tanta vontade de mastigar? Por que será que engordamos mais no inverno do que no verão? Será que o nosso corpo está mais lento do que no verão?

                                                                             



                                                            É exatamente ao contrário!
No verão temos a impressão de gastarmos mais energia por suarmos mais. Mas o que o corpo está fazendo é liberar o calor que está “sobrando”. No inverno a temperatura “cai”. Nós temos o nosso tecido gorduroso que tem um importante papel de manter a temperatura do nosso corpo. O corpo gasta muito mais energia para manter a temperatura corpórea do que mantê-la. Para repor essa energia o nosso corpo “pede” comida já que é através dela que obtemos nossa primeira fonte de energia. Nós também lembraremos que a energia rápida vem dos carboidratos como massas, pão, bolo, torrada, arroz, etc; e também dos doces. Aí fica claro aquele desejo incontrolável. No inverno sentimos vontade de tomar algo quente para aquecer o corpo como um chá, mas logo na nossa cabeça vem a nossa cultura de tomar chá com torrada ou bolacha.O mesmo acontece com a sopa que sempre vem acompanhada por um pão.O que tem que ficar bem claro é que o desejo de comer não está só na necessidade de repor energia, mas também nas nossas cabeças. Se inverno nos lembra queijos variados com vinho e você não controlar a quantidades desses petiscos, não será esse gasto a mais do nosso corpo que conseguirá deixar a nossa balança (quanto comemos e quanto gastamos) equilibrada. Esse gasto de energia a mais é mínimo perto da quantidade de calorias que ingerimos nesses alimentos. Portanto se não tomarmos cuidado o ponteiro da balança subirá sem ao menos percebermos, já que as roupas de inverno são mais largas. Outro agravante é a preguiça que o friozinho nos dá. Não são todas as pessoas que tem ânimo de chegar à noite e ir para uma academia com esse frio. Mas deveria. Se o seu objetivo é emagrecer aproveite que o nosso corpo está gastando mais energia e programe-se para perder uns quilinhos. Anime-se!!!! Reeduque sua alimentação e pratique uma atividade física. No inverno nosso cardápio muda automaticamente ,quando chega o final de semana e ao escolhermos um prato leve, logo o cérebro emite uma informação ,preciso de algo quente, lá vem a memória pratos como Feijoada, Dobradinha, e as sobremesas sempre os chocolates, ao invés das frutas. É só ter equilíbrio para não deixar muito pesado o seu dia, se optar por um prato pesado ,monere na sobremesa, ou na janta . E aproveite o clima mais romântico do ano ,onde ficamos mais pertinhos um dos outros ,pois o calor humano é o melhor cobertor.

Como vencer a Inveja?

Os Jovens entre 14 há 25 anos são os mais atingidos por esta febre da internet,para o doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo (USP) Álvaro Gullo, “Os jovens têm muitas expectativas na vida, mas lhes faltam conhecimento, formação e até o apoio da família. Além das transformações psicofísicas da adolescência, eles ainda têm uma ansiedade muito grande, com vontades insatisfeitas.”   O professor afirma que, em virtude disso, muitos ficam frustrados, se deprimem e recorrem aos meios de comunicação de massa, como a televisão, os celulares e a internet, para preencher o vazio da vida moderna.   E não apenas os mais jovens. A advogada B.M., de 32 anos, conta que casou muito cedo e sofria com as agressões físicas e verbais do marido, que bebia muito. Depois de se divorciar, resolveu procurar novas amizades nas redes sociais. “Eu ficava deprimida e me sentia sozinha porque ninguém falava comigo no Facebook. Na ansiedade de conversar, me envolvi com as pessoas erradas.” Hoje, ela faz tratamento para depressão e deletou seu perfil da rede social. Para Gullo, esse caso é uma prova de que as relações na web, na maioria das vezes, são fantasias. “Quando elementos referenciais, como a família, a escola, o lazer e o companheirismo, ficam fragilizados, são substituídos por falsas relações.” Outro efeito das redes, apontado por ele, são os compartilhamentos de posts. “Mandam e recebem mensagens o dia inteiro com linguagens cifradas. E não há crescimento intelectual, pois não existe diálogo real, com a troca de ideias e argumentos.” São poucas as pessoas que utilizam desta  ferramenta para se atualizarem, informações, divulgação do seu trabalho, como em outra matérias relatei aproximar a família que mora distante e através da conversa em video pode aproxima=las com custo "0" . No bombardeio de percepções, que utiliza texto, vídeo, imagem, comentários e não deixa o internauta se desligar da internet, há outro efeito colateral: ao olhar o perfil alheio, muitos usuários passam a desejar o que é do outro. Para o bispo Francisco Decothé – que realiza a “Reunião do Descarrego”, às terças-feiras, na Universal de Santo Amaro, em São Paulo –, a atitude não é nova. “O mundo vai se modernizando e as formas vão mudando, mas não vamos esquecer que Caim desejou estar no lugar do irmão e matou Abel. Isso é algo antigo para o ser humano: é a inveja.”   
   Mas nem sempre olhar o outro e o que ele tem desperta a vontade de estar no lugar dele. O jogador Washington Santana, que ficou famoso depois de gritar “Eu sou a Universal” para as câmeras da Rede Globo durante um jogo pelas quartas-de-final do Campeonato Paulista de Futebol, no final do último mês de março, revela que antes de firmar-se na carreira passou por um momento assim. “Eu estava sem jogar, vendendo chinelos para sobreviver e quando abria a internet e via notícias de outro jogador, eu pensava: ‘Ele começou comigo’. Eu me sentia deprimido, mas, no fundo, sabia que tinha condições de estar no mesmo patamar ou ir além, sem desejar o lugar dele.” Ele conta que para mudar aquela situação contou com o apoio da igreja. buscou na fé em Jesus “O pastor incentivava minha fé com boas palavras e orava por mim e minha mulher sempre teve a confiança de que eu iria vencer e me firmar.” Vamos aqui frisar que qualquer meio de comunicação que você exponha sua vida, e encontre pessoas que estão vivendo piores momentos dela, isto vai causar de certa forma uma depressão frustração ,porque não esta vivendo aquilo que o outro estar vivendo naquele momento. O fato que os testemunhos que algumas igrejas exponham ,com video, ilustrando mansões que o testemunhando possui, carros ,boa empresa ,aquilo é uma faca de dois gumes, o que está assistindo será induzido achar que só indo naquele exemplo ,por aquele caminho, alcançará o mesmo êxito, ou quando ele fica a deprimir dizendo porque eu sou bom, creio em Deus, frequento minha igreja e ainda Deus não me ouvi o? e ai vem em alguns casos, a questionar a Deus, ou o lugar onde estar não lhe traz resultado concreto ,mudam de igreja nada resolve, porque a mudança tem que vir de dentro da pessoas ,ela precisa encontrar força para lutar, querer mudar exige uma determinação. Deus não tem filhos privilegiado, não é bíblico dizer que faz por ti que te ajudarei, Mais tem muito haver com a personalidade de Deus, ele sempre disse a Josué esforça-te ser tu forte e corajoso. Ele sempre vai em busca dos fortes, dos que não desistem. Não é o fato desta ou aquela igreja, a fé inabalável tem que nascer dentro de você ,os testemunhos ajudam a dar uma injeção de ânimo, como nas palestras motivacional. Como o vitimado da inveja virtual deve fazer, para pessoas que sentem isto ,elas ja sabe como se defender ,mais quem não tem esta percepção. vai minha dica: Um pesquisa feita na China revelou que a região do cérebro onde se localiza a inveja é a mesma onde se localiza a dor. E a região do prazer do invejoso é imediatamente acionada quando ele vê o outro se dando mal. A psiquiatra Ana Beatriz Barbosa, que afirmou que não existe inveja branca, deu dicas para se livrar deste sentimento nada nobre. 

                                                     Para vencer a inveja
"Se eu sinto inveja, seja material, de algo que a pessoa tenha - como um carro, uma camiseta, um imóvel -, ou se eu sinto inveja, porque a pessoa é bem humorada, bem sucedida, generosa, talentosa, eu só vou poder administrar isso de forma positiva se tiver essa humildade de admitir que aquilo, de alguma forma, me incomoda. Porque, assim, posso transformar o meu incômodo em uma admiração, em uma admiração que vira ponto de partida para eu batalhar e ter aquilo, mas do meu jeitinho, não que seja roubado do outro.          
                                                    " Como se proteger?
"Tendo fé e sabendo que o invejoso é muito infeliz. Quando a gente percebe isso e devolve para ele assim: 'que o universo te perdoe', a gente também se protege desta energia negativa."
                                       
                                              
                                                    Recado aos invejosos

"Eu diria que todo ser humano guarda em si um talento, um potencial que é só dele. Então, não precisa querer pegar o do outro. A gente tem que se concentrar em desenvolver o que é nosso. E a maioria das pessoas nem se desenvolve a ponto de saber qual é esse seu talento. Eu diria assim aos invejosos: 'que invistam mais neles mesmos'. É um retorno muito mais certo."